Início > Uncategorized > GVT programa entrar nos mercados de SP e do RJ em 2010

GVT programa entrar nos mercados de SP e do RJ em 2010


A GVT revelou que no próximo ano estará atuando em cinco novas cidades, duas delas nos Estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, onde a tele ainda não tem presença, o que significa uma disputa direta com a Telefônica e com a Oi. Para essa ampliação, a operadora aportará entre R$ 200 milhões a R$ 220 milhões.

O plano de investimento para 2010, independente de uma possível troca de controle, está estimado em R$ 850 milhões, diantou o vice-presidente Finnceiro e diretor de Relações com Investidores da tele, Rodrigo Ciparrone.

A GVT também sustenta a tese de utilizar backbone próprio e planeja construir 3000 mil quilômetros até 2010, quando estima ter 79% do tráfego rodando na sua própria infraestrutura. Hoje, esse índice está em 69%. Com relação à possível compra, a GVT disse apenas que o Conselho de Administração ‘escolherá a melhor oferta para os acionistas’.

Ciparrone, que participou nesta quinta-feira, 21/10, de teleconferência para a divulgação dos resultados do terceiro trimestre, deixou claro que o tema aquisição não estaria na pauta do encontro, mas enfatizou que há a disposição do Conselho de Administração, com reunião agendada para o dia 03 de novembro, de ‘escolher a melhor oferta para todos os acionistas’.

Segundo o executivo, até o momento, há apenas uma única proposta à mesa – a da Telefônica. Isso porque o Grupo Vivendi, o primeiro a revelar interesse, ainda não formalizou a sua proposta à CVM e à Bovespa. Ciparrone admitiu que já houve um encontro dos acionistas da GVT com o presidente da Telefônica Brasil, Antonio Carlos Valente, mas não quis adiantar detalhes dessa reunião.

Na teleconferência, a GVT buscou passar ao mercado que os planos de investimentos estão mantidos e em andamento, apesar da possível troca de controle de acionistas. Tanto que a operadora informou, enfim, que em 2010, entrará nos estados de São Paulo e no Rio de Janeiro, sem no entanto, especificar em quais cidades.

A tele também estará presente em outras três novas cidades. Somadas, as cinco cidades somam 12 milhões de habitantes. A expectativa da GVT é clara: no ano que vem, quer conquistar 500 mil novos acessos, sendo que a metade – 250 mil – virão dessas novas localidades.

“Não revelamos os nomes da cidades por questões estratégicas, mas o aporte para isso ficará entre R$ 200 milhões a R$ 220 milhões”, declarou Rodrigo Ciparrone. Este ano, a GVT iniciou operações em Belo Horizonte, Salvador e Recife.

Os investimentos para 2010 estão estimados em R$ 850 milhões, sendo que boa parte desses recursos será aportado na construção de backbone próprio. Ciparrone também não quis adiantar detalhes, mas disse que a tele planeja ter 79% do tráfego rodando em infraestrutura própria.

Para isso, está construindo novas redes – cerca de três mil novos quilômetros, segundo o executivo, que, de novo, não quis revelar onde essa rede está sendo implantada. Atualmente, revela a GVT, 69% do tráfego já roda em rede própria.

Com relação ao desempenho, a GVT alcançou no terceiro trimestre o melhor resultado de receita líquida, atingindo R$ 442,3 milhões, 27,3% maior que os R$ 347,4 milhões do mesmo período do ano anterior. O lucro ficou em R$ 57,2 milhões.

No balanço, a GVT informa que adicionou, até o final de setembro, 63.243 novos usuários de banda larga. Com isso, a penetração desse serviço na base de clientes varejo chegou a 75% com um total de 604,1 mil usuários.

Já no pacote de serviços de nova geração para empresas, com banda larga, transporte de dados e VoIP cresceu 45% em receita no trimestre atingindo R$ 140 milhões, o correspondente a quase 32% da receita total da companhia no período.

A VONO – que comercializa serviços VoIP para o mercado residencial, de pequenas e médias empresas – cresceu 45% em clientes chegando a 143.667 linhas em 30 de setembro e atingiu receita de R$ 5,8 milhões, um crescimento de 70% comparado ao mesmo trimestre de 2008.

A GVT reportou também um recorde em linhas de serviço, com 247.194 linhas adicionadas à base no trimestre. Desse total, 112.779 são linhas de voz, 63.243 são acessos banda larga, 56.449 são linhas de dados no mercado corporativo, 11.157 são linhas VoIP e 3.566 são do POP, provedor de Internet do grupo GVT. No final de setembro, sua base de assinantes era de 2,56 milhões de linhas.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: