Arquivo

Posts Tagged ‘vivo’

Vivo quer o fim da reserva de frequências no Brasil

19 de outubro de 2009 Deixe um comentário

Vivo quer o fim da reserva de frequências no Brasil

A banda H, da Terceira Geração, reservada para um possível novo concorrente pela Anatel, deveria ser licitada para os atuais fornecedores o quanto antes, afirmou o presidente da Vivo, Roberto Lima, em entrevista à CDTV, do Convergência Digital.

Segundo ele, não há razão para buscar um novo entrante no País neste momento, em que há falta de espectro para a oferta de serviços de qualidade, especialmente, na banda larga móvel. O executivo também pediu uma Anatel mais ágil com relação às licitações de frequências.

A banda H, com 20 MHz – 10 MHz/10 MHz -, não foi licitada em dezembro de 2007 porque a Anatel decidiu reservá-la para um possível novo concorrente. Este ano, no entanto, com a explosão da banda larga móvel, a agência chegou a especular, em julho, que poderia tratar do tema rapidamente e determinar se a faixa pode ou não ser repassada para as atuais operadoras. Mas, até o momento, não houve qualquer posição do órgão regulador.

A demora da Anatel em deliberar sobre a faixa de 2,5 GHz também foi criticada. “Não podemos levar tanto tempo para uma decisão”. No tema Banda Larga, Lima endossou a defesa feita pelo diretor de Planejamento Estratégico da Oi, João de Deus.

“Geramos milhares de empregos, investimos no País e acreditamos que o respeito é a base de todo e qualquer diálogo”. Lima participou do Fórum Telebrasil, realizado nesta sexta-feira, 16/10, no Futurecom 2009.

Fonte convergenciadigital


Plano Nacional de Banda Larga: Minicom conversa com telefônicas

8 de outubro de 2009 Deixe um comentário

Nesta quinta-feira, 8 de outubro, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, se reuniu com representantes das cinco maiores operadoras telefônicas do país, para avaliar formas de facilitar e baratear a oferta de acesso à banda larga, com vistas à elaboração do Plano Nacional de Banda Larga. Na reunião, a intenção era discutir formas de colaboração da iniciativa privada. O Plano Nacional está sendo elaborado por grupos interministeriais, por decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O projeto será entregue ao presidente Lula até novembro.

Hélio Costa se reuniu com os presidentes da Telefônica, Antonio Carlos Valente; da Oi, Luiz Eduardo Falco; da Embratel, José Formoso; da Claro,  João Cox, e da TIM, Luca Luciani. O ministro quer a cooperação das companhias que operam no país os serviços de telefonia fixa e móvel para ampliar o serviço de acesso à internet nas cidades brasileiras.

Segundo Hélio Costa, a participação da iniciativa privada é decisiva para ampliar a infraestrutura de telecomunicações no país. “Sem as empresas é absolutamente impossível enfrentar esse grande desafio”, comentou. O ministério avalia que serão necessários investimentos superiores a R$ 10 bilhões para a para implementação do Plano Nacional de Banda Larga. Ele esteve reunido com o presidente Lula no final da manhã para tratar do assunto.

Na avaliação do ministro, a participação das empresas pode ser a chave para o sucesso da meta do governo de ampliar os serviços de banda larga no país. Ele lembrou que, graças a um acordo com a iniciativa privada foi possível implantar o Programa Banda Larga nas Escolas. Por iniciativa do Ministério das Comunicações, as empresas aceitaram trocar algumas das obrigações do Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU) pela garantia da conexão de banda larga à internet em 50 mil escolas públicas até o final de 2010. “Hoje, temos 30 mil escolas públicas conectadas na área urbana”, comentou.

A importância do barateamento do link para o backhaul e a necessidade de incluir as grandes operadoras de telefonia no debate sobre acesso à banda larga já vinham sendo discutidas por atores ligados ao tema. A questão foi um dos principais assuntos debatidos no Fórum Nacional de Cidades Digitais, realizado nos dias 1 e 2 de outubro, em Brasília (DF). No evento, palestrantes e participantes salientaram o fato de o alto custo para conexão com o backhaul, operado pelas concessionárias de telefonia, ser um dos principais empecilhos para o estabelecimento de novas cidades digitais.

Conexão Vivo Animações está com inscrições abertas

8 de outubro de 2009 Deixe um comentário

Estão abertas as inscrições do Conexão Vivo Animações – uma iniciativa da Vivo de estímulo à produção de obras audiovisuais de animação. Para se inscrever, os candidatos devem criar um perfil no portal do Conexão Vivo e postar duas obras de animação com duração mínima de 30” (trinta segundos) até 25 de outubro. As obras não precisam ser inéditas e já podem ter participado de outros editais, festivais e premiações, mas tem de ser obrigatoriamente de autoria ou co-autoria do candidato. Somente será permitida uma inscrição por perfil/grupo.

A avaliação e seleção das obras passarão pelo crivo de uma comissão formada por um Júri Especializado, composto por Carlos Merigo e Bruna Calheiros, editores do Smelly Cat, blog nacional especializado em cinema de animação, e pelo Júri Conexão, formado pelos músicos/bandas classificados do Conexão Vivo. Serão premiados os trabalhos que mais se destacarem por sua inovação e criatividade. O valor total das premiações será de R$ 103.000,00 (cento e três mil reais).

Cada um dos 12 animadores selecionados receberá um subsídio para a produção do videoclipe de animação definido de acordo com a duração da faixa musical que irá trabalhar. Além do subsídio à produção, os videoclipes ainda serão avaliados pela Associação Brasileira de Cinema de Animação – ABCA – que premiará os três melhores videoclipes produzidos. O público também premiará a melhor animação por meio de votação popular a ser realizada pelo portal do Conexão Vivo. Os prêmios são todos cumulativos.

Para saber mais sobre o Conexão Vivo, acesse o portal http://www.conexaovivo.com.br.