Arquivo

Posts Tagged ‘gratis’

Clavis oferece Workshop gratuito sobre Auditorias Teste de Invasão dia 16/03

8 de março de 2011 Deixe um comentário

A Clavis Segurança da Informação, em parceria com a RIOSOFT, irá oferecer um Workshop gratuito sobre “Ferramentas, Técnicas e Estudos de Caso para Auditorias Teste de Invasão”. O evento acontece dia 16/03, às 9h30, na sede da RIOSOFT.

O Workshop será ministrado pelo especialista Rafael Soares, que apresentará algumas das principais técnicas e ferramentas para realização de auditoria do tipo teste de invasão, tanto em redes e sistemas quanto em aplicações web. Uma série de estudos de casos relacionados com as atividades da auditoria tipo teste de invasão também será apreciada.

Fedora 12 disponível para download

28 de outubro de 2009 2 comentários

A versão beta do Projeto Fedora, o Fedora 12- codinome “Constantine” – já está disponível para download e o lançamento da versão oficial, que foi antecipado, ocorrerá em novembro. Para esta versão, é esperada a inclusão de numerosas melhorias e recursos adicionais desde o lançamento do Fedora 11 em Junho de 2009, tais como:

* PackageKit aumentou a habilidade de instalar automaticamente os pacotes de software que fornecem novos comandos quando o usuário que está operando um terminal de teste. Ele ainda suporta plugin de browser que permite que fornecedores de software de qualquer tamanho forneçam instalação automática para pacotes de software usando tags HTML simples.
* Melhorias no NetworkManager para fazer com que tanto os amplos sistemas de conexões e as conexões de banda larga móveis fiquem mais fáceis. O sinal e a seleção de rede estão disponíveis para que o usuário escolha a melhor conexão de banda larga móvel quando estiver em trânsito. E se o usuário estiver em um sistema que requer uma conexão permanentemente ativa ou endereçamento estático, o NetWork Manager foi projetado para permitir que o usuário configure a conexão direto de seu desktop, e inclua a integração PolicyKit, para que o gerenciamento da configuração possa ser feito por uma central quando necessário.
* Por muitos anos, o formato Ogg Theora, aberto e gratuito, forneceu um caminho para usuários amantes da liberdade compartilharem vídeo. O Fedora 12 inclui o novo Theora 1.1, que alcança uma qualidade próxima de H.264 em um formato de codificação aberto e totalmente gratuito. Com a introdução do Theora 1.1, a qualidade de vídeos gratuitos irá superar as expectativas dos usuários, disponibilizando mídias vibrantes, tanto nos formatos streaming e para download.
* Novas capacidades de virtualização de alto desempenho ajudam os administradores a desenvolverem soluções mais seguras, potentes, escaláveis e fáceis de gerenciar. Os mais novos recursos inclusos incluem melhor gerenciamento de memória e desempenho, mudanças no adaptador de redes, descoberta do armazenamento SAN, melhora no desempenho da imagem de disco virtual, nova infraestrutura boot PXE, e nova biblioteca libguestfs e guestfish shell para permitir alta manipulação automatizada de máquinas virtuais fora do ambiente de virtualização.

Nos do Projeto Fedora Brasil, encorajamos o download do Beta http://fedoraproject.org/get-prerelease , se houver interesse, pegue uma spin. Nos deixe saber o que você pensa sobre esta versão Beta.

Caso tenha problemas, não deixe de reportar os bugs econtrados ( https://fedoraproject.org/wiki/Bugs_and_feature_requests ) ,ajude o Fedora a melhorar a sua versão final.

Confira as novidades que virão no Fedora 12: http://fedoraproject.org/wiki/Releases/12/FeatureList

Seja você também um colaborador Fedora.

BAIXE, USE, REPORTE PROBLEMAS!!

Interaja conosco sobre esta versão através do nosso fórum: http://www.projetofedora.org/forum

País nórdico é o primeiro a declarar acesso a banda larga um direito universal

26 de outubro de 2009 1 comentário

Enquanto no Brasil discutem-se formas de baratear o acesso à internet, há lugares no mundo em que não só o acesso à rede mundial de computadores se tornou um direito como também a navegação em alta velocidade. É o caso da Finlândia, o primeiro país a declarar o uso da banda larga, com velocidade mínima especificada, um bem comum, que deve estar disponível a todos.

No dia 15 de outubro, o governo finlandês aprovou uma lei que obriga as operadoras de telecomunicações a proverem conexões de ao menos 1 Mbps à totalidade de residências da nação até julho de 2010.

A decisão é um passo à frente de outros países, como França, Grécia e Estônia, que consideram o acesso ao ciberespaço um direito humano, mas não especificam em que velocidade mínima e nem legislaram sobre o assunto.

De acordo com comunicados, o governo do país nórdico tomou a decisão ao perceber a importância da comunicação por dados na atualidade e por reconhecer que as empresas privadas daquele país não iriam atender, por si sós, a demanda dos cerca de cinco milhões de habitantes. A maior preocupação é com áreas rurais pouco povoadas.

A ministra das Comunicações, Suvi Lindén, afirmou que o mercado de acesso à internet via banda larga alcançou um ponto no qual a infraestrutura necessária não é mais viável comercialmente. “O desenvolvimento precisa ser garantido de forma que todos os membros do público e de empresas, independentemente de sua localização, tenham oportunidade de usar os serviços da sociedade da informação”, declarou.

Já o secretário de transportes e comunicações, Henri Pursiainen, acredita que a legislação é necessária para suprir os anseios de toda a população. “Conexões de dados não são mais apenas entretenimento, mas uma necessidade. Uma infraestrutura de comunicações igualitária não virá sem ação estatal”, afirmou.

A nova lei, porém, não garante gratuidade e encarrega as empresas de prestarem o serviço. A tecnologia a ser utilizada fica a cargo das operadoras. Para facilitar o alcance da meta, o governo permite uma perda de até 25% na velocidade caso sejam utilizados equipamentos sem fio, mais baratos do que a instalação de fibras óticas.

A nova lei faz parte de um plano de “iluminar” o país com banda larga de 100 Mbps até 2015. A estimativa é que na capital, Helsinque, as conexões domésticas alcancem a casa dos gigabits. O plano nacional de banda larga acabou sendo antecipado, já que previa a oferta de banda larga em todo país só em dezembro de 2010.

Segundo o governo finlandês, em meados de 2008, 83% da população utilizava a internet. Deste total, 80% o faziam diariamente por meio de 2,1 assinaturas de serviços de conexão à internet via banda larga. Os números colocam o país, sede da Nokia e local de nascimento do inventor do Linux, Linus Torvald, entre os com maior percentual da população conectada no mundo.

Fonte guia cidades digitais

Uruguai é o primeiro país a distribuir laptops para estudantes

19 de outubro de 2009 7 comentários

O governo do Uruguai tornou-se o primeiro país a garantir o fornecimento de um laptop XO para cada estudante do ensino primário do país a partir deste ano. De acordo o site de notícias Engadget, o programa uruguaio, que faz parte da iniciativa OLPC (sigla em inglês para “um laptop por criança”), também permitiu que diversas famílias pudessem conhecer e usar computadores com internet pela primeira vez.

A iniciativa envolveu a capacitação de 18 mil funcionários do setor e já beneficiou mais de 362 mil alunos nos últimos dois anos. Os custos de implantação – que deveriam chegar a US$ 100 por máquina – passaram de US$ 260, entre manutenções, treinamento de profissionais e acesso à internet para as escolas. Porém, o total atingiu cerca de 5% da verba uruguaia de educação.

Os computadores para deficientes visuais utilizam o sistema operacional Windows, enquanto os outros PCs usam o Linux. Cerca de 70% das crianças beneficiadas já tinham computador, mas muitos professores também começaram a reconhecer os benefícios do projeto.

Outros projetos do Uruguai pretendem expandir o fornecimento de laptops para os alunos e melhorar a conexão à internet das escolas.

A organização sem fins lucrativos OLPC foi fundada por Nicholas Negroponte com um núcleo de veteranos do Laboratório de Mídia do Instituto de Tecnologia de Massachussets, nos Estados Unidos. O Brasil faz parte da iniciativa, mas ainda não conseguiu uma quantia expressiva de crianças equipadas com computadores pessoais

Google adiciona 285 línguas a tradutor para preservar línguas raras

17 de outubro de 2009 Deixe um comentário

Novos 285 idiomas foram acrescentados à ferramenta Google Translator Toolkit, anunciou a gigante da internet nesta quinta-feira (15), em seu blog oficial.

Com isso, o total de línguas para as quais será possível fazer traduções gratuitas com o software chega a 345.

Vincenzo Scarpellini/Folha
Representação das etnias bosotho (alto à esq.), xhosa, cape malay, indiana, zulu e ndebele; tradutor do Google ganha mais 295 línguas
Representação das etnias bosotho (alto à esq.), xhosa, cape malay, indiana, zulu e ndebele; tradutor do Google ganha mais 295 línguas

Isso inclui o idioma dos ainus, povo nativo do norte do arquipélago japonês e persa, falada no Irã e Afeganistão.

Há também o xhosa, do sul da África; guarani, idioma indígena ainda falado em países sul-americanos como o Paraguai; javanês, utilizado em regiões da ilha de Java, da Indonésia; e maori, da Polinésia.

No entanto, as traduções podem partir de um número bem inferior de idiomas: são 31 deles, incluindo o português do Brasil e de Portugal, que contam como duas línguas diferentes.

O Google diz que busca “ajudar a preservar e revitalizar línguas pequenas e de minorias”, como as regionais, indígenas ou ameaçadas de extinção, como é o caso do maori –entre outras cerca de 7 mil ameaçadas.

“Se extintas, isso significaria uma perda incomensurável de conhecimento, cultura e modo de vida”, declara.

O Translator Toolkit permite traduções de páginas na internet ou de arquivos localizados no computador do usuário.

Veja todas as línguas disponíveis no site do Google.

Fonte Folha online

Liberado Pedido de CD’s do Karmic Koala

17 de outubro de 2009 Deixe um comentário

Antes de mais nada quero lembrar a todos que os pedidos de CD’s devem ser feitos apenas se você não tem como fazer o download da imagem.

Captura_de_tela

Foi liberado o formulário para pedidos de CD’s da próxima versão do Ubuntu (karmik koala – 9.10). Para fazer o seu pedido você deve estar devidamente cadastrado no site e escolher pela versão Desktop ou server. Você pode fazer o pedido das duas versões, apenas faça um pedido e volte para a página principal para fazer o pedido da outra versão. Os dois CD’s serão entregues juntos.

Caso queira fazer um pedido especial, mais CD’s, procure pelo link “special requests” e justifique o motivo por estar pedindo mais CD’s.

Fonte : Ubunteiro

Internet via satélite acelera desenvolvimento do Amazonas

17 de outubro de 2009 3 comentários

Quatro municípios já integram a rede e mais de 80 mil pessoas já acessam a internet para atividades relacionadas a serviços do Estado e também educacionais.

O interior do Estado do Amazonas pode não estar tão longe e isolado assim. Já está em operação em quatro dos 61 municípios do Estado, o projeto Amazonas Digital, que leva a tecnologia wireless para acesso à internet. Esta tecnologia, fornecida pela HUGHES e pela PRODAM, para a SEPLAN – Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do Estado deve proporcionar, até o final deste ano, internet para cerca de 75% da população.

O projeto vai formar uma rede municipal de comunicação conectada via satélite com a capital Manaus. O objetivo é modernizar o governo estadual e democratizar o acesso à internet. Segundo a SEPLAN, cerca de 80 mil pessoas já estão acessando a internet por este serviço nas cidades de Manacapuru, Tabatinga, Tefé e Itacoatiara.

A iniciativa prevê a iluminação de todos os municípios com sinal sem fio de internet que chegará via satélite e será retransmitido via WiMAX. A instalação teve início pelos municípios mais populosos, depois serão atendidos aqueles com maior potencial turístico. O objetivo deste projeto é facilitar a implantação dos processos de modernização do governo estadual, democratizar o acesso aos dados do Estado e facilitar a comunicação dos municípios entre si com a capital.

“Nós governamos um Estado imenso, que possui dimensões continentais e essa tecnologia vai ser muito útil. Por meio dela, teremos plena governabilidade em todo o território amazonense e isso facilitará o controle e a tomada de decisões em todas as áreas, seja saúde, educação, segurança pública e até mesmo o controle ambiental”, ressalta o governador do Amazonas Eduardo Braga.

Os benefícios educacionais e informativos que a internet está proporcionando já se materializaram, uma vez que entre os conteúdos mais acessados estão os serviços fornecidos pelo Estado, como inscrições em concursos, consultas a CPF entre outros. A utilização da internet como fonte de pesquisa para atividades escolares é outro grande foco de interesse da população.

Em Tefé, a internet já proporcionou a redução de custos para a população, pois os serviços oferecidos são gratuitos, afirma Frank Queiroz, diretor da Câmara Municipal da cidade.  “Além dos 80 funcionários e 10 vereadores com acesso a internet, a cidade terá, ainda esse ano, um centro de atendimento ao cidadão, com serviços jurídicos e atendimento especial a mulheres e idosos. Esse telecentro irá facilitar a rotina de trabalho da Câmara,” afirma Queiroz.

Já em Maracapuru, o governo montou um telecentro com 10 computadores para atender a população diariamente e sem nenhum custo. “A demanda é bastante intensa. Já chegamos a ter 100 usuários num único dia e já existe espera em algumas ocasiões”, explica o coordenador do telecentro, Arnaldo Costa Campos.

As imensas possibilidades da internet via satélite entusiasmam o governo. “Poder levar a conectividade aos municípios foi uma ótima surpresa. Com certeza, este acesso está ajudando muito no crescimento do Estado” afirma o governador Eduardo Braga. Este entusiasmo também é reforçado pelo diretor da SEPLAN, que destaca a usabilidade como aumento considerável no desenvolvimento econômico do estado e da população do Amazonas.

Amazonas Digital

O projeto teve início no final de 2008, com o contrato firmado entre a HUGHES e a PRODAM – Empresa de Processamento de Dados do Estado do Amazonas. A iniciativa prevê a iluminação de todos os municípios do interior do Estado com sinal sem fio de internet, que chegará via satélite e será retrasmitido via WiMAX. O cronograma prevê que toda a instalação seja concluída em 36 meses. Na primeira fase, 15 municípios receberão a infraestrutura prevista, o que inclui rede wireless conectando os órgãos públicos, um telecentro com 10 computadores e um hotspot.

Além dos moradores dos 61 municípios que receberão essa tecnologia, órgãos e secretarias municipais e dos Governos Estadual e Federal e os pequenos empresários da região também serão beneficiados, pois os serviços públicos poderão ser disponibilizados online.